Presente do TUBA -

Presente do TUBA -

" Não é a força ,mas a constância dos bons sentimentos que conduz o homem à felicidade".Nietzsche

" Não é a força ,mas a constância dos bons sentimentos que conduz o homem à felicidade".Nietzsche

sexta-feira, 7 de novembro de 2008

Um grande amor!





















Não encontro uma razão lógica para, ao longo da vida,

Teres plantado árvores,

Concebido filhos,

Escrito e editado livros,

Se,

Não encontraste o verdadeiro amor.

Ou, será que há lógica?

Ou, será que o grande amor surgiu e

Deixaste fugir? Será??


* imagem da net.

3 comentários:

Alcinéa Cavalcante disse...

Sim... também acho que não tem lógica.

Saudades de você, querida.

Lerdo em Surtar disse...

A poesia deste post é questionadora, sem dúvida, com um convite à razão humana para se fazer presente.
Em um rápido raciocínio, eu diria: 1) plantar árvores é algo que vem a existir lançando-se uma ou mais sementes, gesto esse cujo significado é devolver à Natureza sua generosidade; 2) conceber filhos é eternizar-se pela própria semente que é doada de si, de forma parecida com quem transforma o dom de conceber uma idéia em um livro (numa dimensão menos intensa que a dos filhos); 3) encontrar um grande amor é algo que não depende exatamente de se plantar ou de se doar, porque são sinais de desapego - mas, encontrar um grande amor tem o que ver, sim, com apego e reciprocidade.
.........
.........
No dia em que encontrar "um grande amor" for o mesmo que enxergá-lo como algo representativo de um momento que tem um "rosto" - e que esse "rosto" muda de tempos em tempos - passaremos a *não* dar a ele a mesma eternidade das outras realizações mencionadas. E todo amor, então, poderá ser grande.
.........
as. Jaciel Marques, Recife-PE

Cármen Neves disse...

Alcinéia querida! Quanta honra! Beijos e saudade.

Lerdo em Surtar, bem, como sempre: belas e sábias palavras( comentários).Entendo o teu racionício, mas, o questionamento é outro. Um abraço.