Presente do TUBA -

Presente do TUBA -

" Não é a força ,mas a constância dos bons sentimentos que conduz o homem à felicidade".Nietzsche

" Não é a força ,mas a constância dos bons sentimentos que conduz o homem à felicidade".Nietzsche

quarta-feira, 19 de março de 2008

Confissão!



















Confissão!

Cármen Neves.






Tenho pensado em ti

A cada minuto

Desde nascer do dia

Até o anoitecer!


Tenho pensado em ti

A cada pingo de chuva

Que bate em minha janela...

A cada toque do sol

Em minha pele.


Tenho pensado em ti

Quando a brisa beija o meu rosto

E traz consigo o teu perfume de jasmim!


Mas quando tu chegas

E eu não te vejo

Morro nessa incessante espera

De te encontrar.


A impossibilidade de

Desvendar os segredos de tua alma

Tocar o teu corpo

E matar a minha sede de querer

Faz de mim

Um rei sem trono

Um nobre descalço

Um pássaro cativo...


Ah! Como queria que fosse minha!

Assim transformarias o meu reino

No tesouro mais cobiçado

E invejado pelos deuses.


Eu beijaria o chão que pisas

Se assim me pedisse...

Alisaria os teus cabelos

Até adormeceres.

Buscaria uma estrela

E a colocaria em seu colar.


Mas não aceitaria

Ficar um dia sequer

Sem a tua presença

Sem olhar os teus olhos

Sem beijar a tua boca

E sem tocar o teu corpo.


Porque tê-la perto e

Ao mesmo tempo longe

Roubaria as minhas forças

E eu morreria a cada segundo.


*Um dos meus poemas no livro que, está à venda desde o dia 17.03.

* Usei meu lado masculino risos.

6 comentários:

Murdock disse...

Sabe, eu já fiquei assim, pensando em alguém por qualquer coisa, achava bonito mas vi que isso não leva a nada.
Bjs

adaobraga disse...

Confissão aceita.
Fiquei impressionado!

Cármen Neves disse...

Murdock, amar sempre vale à pena, mesmo que a pessoa amada não perceba, ou não queira. Grata pela visita.

Adão, o meu protagonista impressiona mesmo! A poesia, "ele" fez à virgem da história do Castelo dos Desejos. Grata pela visita.

Detalhe: Separei os exemplares de vocês três, o da Beth também. Semana que vem envio.
Ainda estou envolvida com o lançamento do livro e, festa do meu aniversário!Por esse motivo, aparecerei, aqui, poucas vezes. Abraços.

Von disse...

Na confissão,
num centro de gravidade permanente
onde os minutos
e os beijos
se encontram,
trocando segredos
e bebendo pingos de chuva,
os dias
não têm amanhecer
nem a noite conhece
o caminho de volta.

Na confissão,
apenas existe
uma intimidade.

Uma
onde as cores
não escolhem o pintor.

Uma
onde as faces
não têm forma.

Uma
onde o amor
é confissão.

Von

Cármen Neves disse...

Von, grata pela visita!

Faculdade de Teologia disse...

muito interesante seu post ,Deus lhe abençõe..
Abs!
Faculdade Teológica