Presente do TUBA -

Presente do TUBA -

" Não é a força ,mas a constância dos bons sentimentos que conduz o homem à felicidade".Nietzsche

" Não é a força ,mas a constância dos bons sentimentos que conduz o homem à felicidade".Nietzsche

quinta-feira, 22 de novembro de 2007

AS PERGUNTAS SÃO:

O post de hoje é continuação ao de ontem.


A PERGUNTA É:
Estranho!
Passei ontem e hoje, nos blogs de todos os amigos e em NENHUM deles, até os meus indignados, não comentaram NADA SOBRE O ESTUPRO DA MENINA, PRESA COM VINTE HOMENS.FATO ESSE QUE ACONTECEU NO ESTADO DO PARÁ.
SERÁ POR QUÊ??

COMENTÁRIOS DA BETH E DO MURDOCK:

MURDOCK - " Cada um tem seu motivo...
Eu já comentei muitas notícias ruins e tristes no meu blog, de triste já bastam os textos que eu mesmo evito escrever..."

BETH - "Oi Querida !! Que questionamento muito bem vindo esse o seu sabia?

Olha, eu vi hoje, ops, ontem, a reportagem no jornal, estava em Friburgo fazendo um trabalho e o motorista me chamou a atenção para uma pequeninha nota em um jornal chamado Meia Hora. E era justamente sobre esse assunto.

Quando cheguei em casa, a tal nota já era noticia no JN. Pois então, pensei em escrever, mas cheguei muito cansada e cheia de coisas para atualizar. Prometo que o farei amanhã e com toda a sinceridade existente em minha alma, pois esse era realmente um dos meus 2 textos em mente para o blog de crônicas.

Muito boa sua chamada e parabéns pela preocupação social. As vezes me sinto enojada com isso tudo."

MINHAS RESPOSTAS:

Murdock – Concordo PLENAMENTE contigo “cada um tem o seu motivo”. Mas me senti na “obrigação” de mencionar o ocorrido. Explico: a proposta do meu blog é como o próprio nome diz, SÓ PARA DIZER QUE EU TENHO UM BLOG E ESCREVER SEM MAIORES PREOCUPAÇÕES e completo ...OU MUITAS, SÓ O TEMPO DIRÁ. Bem, ontem senti que esse tempo chegou BEM MAIS CEDO DO QUE EU PENSAVA, INFELIZMENTE. Explico novamente: HÁ BLOGS QUE A PROPOSTA É DIVULGAR NOTÍCIAS DESSE TIPO: REVOLTANTES E TRISTES. NELES LI APENAS NOTÍCIAS SECUNDÁRIAS. NOTÍCIAS SEM IMPORTÂNCIA, COMPARADA A ESSA.PELO MENOS PARA MIM. Então fiquei pensando em duas possibilidades para que ela não fosse divulgada:

1 - A NOTÍCIA NÃO CHEGOU ATÉ OS BLOGGERS.( Será?Mas é uma possibilidade).

2 – A NOTÍCIA CHEGOU E FOI CLASSIFICADA COMO “SEM IMPORTÂNCIA” (Será??NÃO QUERO acreditar nessa possibilidade. Ficarei com a primeira. Senão eu estaria julgando as pessoas e, como dizia UM ANJO QUE PASSOU AQUI NA TERRA, “ SE VOCÊ JULGA AS PESSOAS, NÃO TEM TEMPO PARA AMÁ-LAS”, MADRE TERESA DE CALCUTÁ – 1910 – 1997.

Deixar de comentar notícias ruíns no teu blog, é um direito que tens. Porém quanto a evitar textos( supostamente tristes), penso que como forma de desabafo,vale a pena e,muitas vezes faz bem. Explico: Eu também não gosto de escrever sobre tristeza. Escrevi até hoje, quatro: Morte do irmão, morte de dois amigos, Margarida e Rubens e, morte da minha gatinha. Os textos estão na minha página. O do meu irmão, também aqui no blog.Nesse dia a saudade apertou. Voltando ao assunto: Ano passado, eu estava demasiadamente triste para escrever, mesmo assim fui soltando as tristezas no papel.Não pensava em publicá-lo na minha página. Pensava em juntá-lo aos que tenho guardado na “gaveta”( agendas). Bem, o texto de triste passou a ficar engraçado, tanto que ao terminar coloquei o título de Tristeza, ou risos. Uma dica: quando estiveres triste, escreva as tristezas num papel. Talvez vire engraçado como o meu. Grata pelas visitas e comentários!



Beth - O teu comentário me fez pensar. Foi então que resolvi escrever as respostas aqui! De certa forma, penso que foi bom.Porém, me entristece saber que por um assunto tão REVOLTANTE, TRISTE...E NEM ME ATREVO A ESCREVER O QUE ESTOU PENSANDO: NÃO HÁ LUGAR PARA PALAVRÕES NO MEU VOCABULÁRIO.
Pois é, amiga!? “Uma pequeninha nota em um jornal...” Acho que não foram APENAS OS BLOGS QUE TAMBÉM ACHARAM A NOTÍCIA SEM IMPORTÂNCIA. ISSO É MUITO TRISTE. Depois que li o teu comentário, fiquei pensando na segunda possibilidade para que a notícia não fosse divulgada. SE REALMENTE FOR VERDADE, ESTAMOS MESMO NO “FIM DOS TEMPOS”.
Não estou “culpando” ninguém por não ter comentado a notícia. Apenas queria ENTENDER a razão. Grata pela explicação que penso nem tê-la merecido.Muito menos ser mencionada em teu blog. Grata!

“Enojada” fico com a política.
SABER QUE UMA MENINA FOI ESTUPRADA ME CAUSA REVOLTA. NÃO ADMITO QUE UMA MALDADE DESSE TAMANHO ACONTEÇA, ENTRE OUTAS.
Nas reportagens que escutei estão “culpando” transferindo a culpa. Penso que a culpa é A MALDADE QUE EXISTE NO CORAÇÃO DE CADA UM DOS ENVOLVIDOS.

AS PERGUNTAS SÃO:

1 – OS ENVOLVIDOS NÃO TÊM: FILHAS, IRMÃS, SOBRINHAS...PARENTES DO SEXO FEMININO?

2 - VIVEM PARA FAZER O MAL? NÃO CONSEGUEM AS PALAVRAS:BONDADE, FAMÍLIA, DEUS, BOM SENSO...?

3 - E A MENINA? COMO ELA VIVERÁ COM O OCORRIDO DURANTE A SUA VIDA I N T E I R A .PARECE QUE NÃO ESTÃO NEM AÍ PARA ELA.

12 comentários:

Beth disse...

Penso que cada blogger tem um espaço destinado a determinado assunto, propostas diversas para temas diversos.

Mas caso meu motorista nao tivesse me mostrado o jornaleco, com certeza, não teria prestado atenção na notícia, haja vista o cansaço fisico e mental que me encontrava.

Acabei de ler minha crônica para um amigo e ele disse o seguinte: muitas vezes as pessoas são tão bairristas que não conseguem enxergar um problema além de seu quarteirão, dos muros de sua casa, ou dos bang-bang no morro do alemão.

Carmem...vivemos uma ausência de valores muito grande e cada vez mais o desanimo e a descrença são tantas que na verdade, muito estão vivendo um dia após outro e com àquele velho ditado: venha a nós, ao vosso reino nada.

Beijos amiga e utilize sempre seu espaço para gritar e vomitar quando quiser.

Bjs

Cármen Neves disse...

Querida!
Concordo com o teu comentário. Porém, penso que JAMAIS devemos esquecer do amor. Maldade é algo muito ruím. Beijos,

Pedro disse...

Parabéns pela coragem e indiganção. Falei no espaço da Beth que a sincronia de ambas foi um grande tapa na cara do sistema.
Parabéns e não desista de acreditar no amor ao próximo, pois ele existe.
beijão

Cármen Neves disse...

Pedro, fizeste me lembrar de quando editei o meu primeiro livro em 2000: "Cármen tu és corajosa".Bem, acho que tenho que acreditar que possuo essa coragem que vocês falam.Porque desde lá, escutei essa frase muitas vezes.ao editar o livro e ao escrever no blog, só posso te dizer que,EU SÓ FIZ O QUE O MEU CORAÇÃO MANDOU( SEMPRE SIGO AS SUAS ORIENTAÇÕES).SEMPRE ACRETIDEI NO AMOR! Não estou falando no amor homem/mulher(esse dá outro post risos), falo do Amor ao Próximo. O mundo ainda existe, porque há pessoas boas nele. Mas agradeço o comentário e a visita. Passarei no blog da Beth. Favor me informar o teu. Um abraço e volta quando quiseres.Será bem-vindo!

Murdock disse...

Sabe o que acontece também, às vezes conto algo do meu passado, algo triste que aconteceu ou simplesmente faço um desabafo sobe algo que está me entristecendo naquele momento e sempre vem todo mundo me dizer que eu não posso deixar me abater por essas coisas. É só um comentário mas as pessoas olham como se eu estivesse me colocando no fundo do poço.

Cármen Neves disse...

Essas pessoas são tuas amigas e querem o teu bem. Porém, penso que se queres desabafar, desabafe.Faça o que o teu coração mandar e pronto. Grata pelas visitas. Hoje, publiquei o texto que mencionei, Tristeza, ou risos?

MamaNunes disse...

Carmen, vim no vento da Beth...
A gente fai ficando calejada, endurecida. Quanto maior a barbarie, maior a sensação de impotência.
Estou solidária com você; convergimos para o mesmo ponto: PODEMOS FALAR, ESCREVER, GRITAR NEM QUE SEJA UM GRITO VIRTUAL, ALGUÉM VAI SABER QUE NÃO ACEITAMOS MAIS ESSE ESTADO DE COISAS. QUEM SABE, ACORDAMOS A NÓS MESMOS.
Parabéns!
Deixo beijos e afirmo que fiquei feliz em te ler.

Cármen Neves disse...

Eu � que fiquei feliz com a tua visita! Espero que o "vento" bata sempre, assim tu viver�s me visitar. Grata pela visita e coment�rio. Em breve visitarei o teu blog. Beijos.

Sua escrava disse...

Hoje em dia, o sofrimento chega até nós tão facilmente que se não criamos uma espécie de carapaça protectora, vivemos angustiados com tudo o que se passa a nossa volta. Todos os dias nos chegam notícias horríveis que revelam a maldade e podridão de alguns seres humanos. E tanto se passam do outro lado do mundo, como a nossa porta. Mas é quando as vítimas são seres indefesos como crianças ou animais que os abusos nos parecem ainda mais repugnantes. Pergunto-me também de onde vem essas atitudes, como é possível cometer tais atrocidades sobre outros seres e conseguir viver com isso...

Cármen Neves disse...

Sua escrava - A resposta que encontro é apenas, infelzmente: MALDADE. Grata pela visita.

Pedro disse...

Querida
Não tenho blog, sou apenas um paraquedista amigo da menina do lindo sorriso e que leio as indicações dela. Seu espaço é ótimo e voltarei para comentar todos os posts.
beijão no coração

Cármen Neves disse...

Pedro - Volta sim. Será sempre bem-vindo! Um abraço,